domingo, 20 de maio de 2012

"Marcha para Jesus" ou para Malafaia?

     


 Propriedade da foto
 

     Ontem, 19 de Maio de 2012, reuniu-se no centro da cidade do Rio de Janeiro, a chamada Marcha para Jesus, organizada pelo sr. Silas Malafaia. Eram cem mil pessoas, segundo a Polícia Militar, que estavam ali "em favor da liberdade de expressão, da vida, da liberdade religiosa e da família tradicional." Segundo o sr. Malafaia, este ano a Marcha ganhou novos objetivos: “Estamos introduzindo nela são as posições que acreditamos. Antigamente ela era apenas uma marcha profética para abençoar a cidade”, explicou o líder religioso.¹
     Durante toda a duração da Marcha, Malafaia, esbravejava contra o PLC 122 (projeto de lei que visa a criminalizar a homofobia), acusando os LGBTs de quererem instaurar uma "ditadura gay" no Brasil, com o intuito de calar a "maioria cristã".
     Malafaia acusa lésbicas, gays, bissexuais e transgêneros de serem o grupo mais intolerante da pós-modernidade, e afirma que "uma minoria não pode decidir os rumos da maioria cristã do país".
     Numa espécie de teoria da conspiração moderna, Malafaia ensina aos seus seguidores que os LGBTs querem tomar o poder no país, com uma estratégia que visa a transformar o mundo em um lugar onde não mais existirão diferenças sexuais, onde todos serão "pervertidos". 
     Recentemente lançou por sua editora a "obra" A Estratégia - o planos dos homossexuais para transformar a sociedade, de Louis P. Sheldon, que difunde este pensamento. Sheldon afirma que os homossexuais possuem um "plano diabólico para destruir o ser humano."
     Querendo entender mais um pouco como pensa Silas Malafaia basta ler seus artigos em seu site pessoal, ou no site de sua Igreja, uma dissidência das Assembleias de Deus. Ele não esconde o que pensa e, com muita voracidade tem pregado, insistentemente, contra as pessoas LGBTs.
     Malafaia, intitulado "pastor" por um segmento dentro do pentecostalismo, é na realidade um fascista e, como todo fascista, um covarde. Descobriu uma forma de ganhar dinheiro fácil, endossando o discurso dos grupos ultraconservadores da evangelicalismo no Brasil, sobretudo entre os neopentecostais.
     A igreja evangélica ainda não se deu conta do problema chamado Silas Malafaia, ou se percebeu, como fez na ditadura militar brasileira, se calou covardemente. Este senhor representa a propagação de um anti-cristianismo, baseado no ódio e na intolerância contra grupo específico, nós lésbicas, gays, bissexuais e transgêneros.
     O discurso de ódio não provém somente de Malafaia, ele é um tótem, um baluarte do pensamento conservador, reacionário e segregacionista. Há  suporte para o seu pensamento. Mas, como tótem,  Malafaia descobriu uma maneira confortável para voar de avião, hospedar-se nos melhores hóteis do Brasil, e andar nos melhores carros.
     Há enormes similaridades entre o pensamento nazi-fascista de Adolf Hitler e de Silas Malafaia. Aquele elegeu grupos como bode expiatório de seu ódio (judeus, ciganoos, testemunhas-de-jeová, homossexuais e outras minorias), como forma de identificar um "inimigo" comum e forjar a "unidade" alemã. Este, Malafaia, aos moldes de seu pai intelectual, faz algo semelhante. Identificou um "inimigo" comum aos neopentecostais fundamentalistas, os LGBTs, e a estes coloca como bode expiatório de seu ódio doentio.
     Malafaia sabe que seu discurso produz o ódio, tem consciência disso, mas nega, afirmando que está amparado pela Constituição Brasileira, que lhe garante liberdade de expressão. Todo LGBT que cai morto vítima da homofobia, filha do pensamento fundamentalista religioso, é vítima, de alguma forma, do discurso fascista de Silas Malafaia.
     A Marcha para Jesus tornou-se uma marcha do ódio, da intolerância, da morte. Malafaia é um portador da mensagem de morte. O direito que ele deseja não é o de liberdade para se expressar, mas liberdade para matar, sim matar! Pois o ódio produz morte, assim como o amor produz a vida. 
     O discurso de ódio de Silas Malafaia nada tem a ver com o Evangelho de Jesus Cristo. A Marcha para Jesus é, na realidade, uma Marcha para Silas Malafaia, ou seja, para o ódio fascista, encubado nas mentalidades conservadoras e reacionárias.
     Ao contrário de nós, LGBTs, Malafaia e seu discurso possuem muita força. Possuem Programas de TV, emissoras de rádio, imprensa e editoras. Possuem uma bancada parlamentar com mais de sessenta representantes. Possuem dinheiro, ou seja, poder. Quem está ganhando com isso? O que ganha a sociedade brasileira, conhecida pela sua tolerância religiosa, com o discurso preconceituoso dos fundamentalistas ligados à Silas Malafaia? 
     Ninguém ganha nada, e uma minoria perde. Os LGBTs tem tido seus direitos negados, sua dignidade ferida, para incrementar o ego doente dos fundamentalistas religiosos, sedentos por poder, ou seja, por dinheiro.
     Os fundamentalistas não marcham para o Senhor Jesus Cristo! Marcham, unidos a Satanás, e a Malafaia, claro, rumo ao poder, assim como os nazistas o fizeram no século passado.
     Temo, realmente temo. Eles não chegarão ao poder, já estão lá, e fazem estragos no Estado Laico brasileiro. Campos de concentração, sim eles desejam! Desejam clínicas para a "recuperação" de gays e lésbicas e, por isso, lutam contra o Conselho Federal de Psicologia, que proibe seus associados de realizarem qualquer tentativa de reversão de sexualidade, uma vez que isto é uma impossibilidade.
     Temo, temo os maus, mas ainda acredito na força dos bons.
     Jesus venceu a morte e o mundo derrubou os nazistas do poder. Ainda há esperanças contra este avanço da morte nos campos brasileiros. Os profetas ainda sobrevivem, e mesmo sem poder, continuarão a denunciar esta perversão, que se utiliza do Evangelho de Jesus, o adultera pelo ódio, na busca insana pelo poder.
     Nós não nos calaremos, ainda que tenhamos que pagar com a prória vida.

     Heil, Silas!

     Diác. Luiz Gustavo.
     
   
 




16 comentários:

ITEJ - Lauro de Freitas disse...

Não tem nem comentários que expliquem o pensamento de vocês. Vocês nunca vão entender que o que não aceitamos não são as pessoas, mas o seu comportamento condenado pela Bíblia, mas sabe porque vocês não vão entender? porque estamos nos cumprimentos das profecias dos ultimos dias que a Bíblia diz que serão como nos dias de Ló e sabemos que nos dias de Ló um dos mais latentes comportamentos de Sodoma e Gomorra era o homossexualismo. E outro motivo que vc não vão entender é que 2 Coríntios 4:4 diz: Nos quais o deus deste século cegou os entendimentos dos incrédulos, para que lhes não resplandeça a luz do evangelho da glória de Cristo, que é a imagem de Deus.

Luiz Gustavo disse...

Lauro, da mesma forma você precisa entender que o que condenamos é o comportamento preconceituoso de vocês, da mesma forma, condenado pela Bíblia, não as pessoas. E sabe por que vocês são assim, preconceituosos e fanáticos? Por que se comportam como os moradores de Sodoma e Gomorra, que não foram hospitaleiros com os mensageiros do Senhor, tentaram os expulsar da cidade (como vocês fazem com os gays em suas igrejas) e ainda queriam estuprá-los. O relato de Sodoma nada tem a ver com homossexualidade, mas com abuso de poder e sexual, além da quebra da Lei da Hospitalidade, porém a sua cegueira espiritual de faz ver chifres na cabeça de cavalos. Leia novamente o relato de Sodoma e Gomorra e encontre uma só menção à homossexualidade!
O "deus" deste século cegou as vossas mentes para que continuem agindo com desamor, intolerância e falta de respeito. O 'cristo" que vocês adoram é um ídolo, reflexo de suas próprias vontades, e não o Cristo Todo-Poderoso, que preferiu se assentar com prostitutas e cobradores de impostos a se assentar com os religiosos hipócritas que são como sepúlcros caiados, bonitos por fora, mas podres e cheios de imundícias por dentro. Antes de apontar para os gays, as lésbicas, os bissexuais e os trangêneros olhe para dentro de i e honestamente veja se você (como qualquer outro ser humano) tem condições de apontar pecado de alguém.
Tome conta de seus próprios pecados e não haja mais como os religiosos hipócritas!

O Senhor Jesus te liberte do preconceito!

Diác. Luiz Gustavo.

Anônimo disse...

não como vc se dizem cristão falndo tão mal do pastor silas, sei que vc não são tma direito de acusar de tudo isso, jesus lhes ama mais aborrece seus atos.

Luiz Gustavo disse...

E dos seus atos, Jesus não se aborrece? (Ro 3.23)

Diác. Luiz Gustavo.

Sergio disse...

Tenho pensado sobre isso a muito tempo e escrevi no meu blog espero que possam ler. Abraço

http://1poucomaisdmim.blogspot.com.br/2011/06/em-nome-de-jesus.html

Anderson Marques disse...

1 CORÍNTIOS 6:9
” Não sabeis que os injustos não herdarão o reino de Deus? Não vos enganeis: nem os devassos, nem os idólatras, nem os adúlteros, nem os [efeminados], nem os sodomitas,”
Efeminados = homossexual passivo
Sodomitas = homossexual ativo...
Não falo nada, a biblia fala por si própria, não discrimino, até tenho amigos, mas temo o futuro deles. Que Deus tenha misericórdia...

Rudson Franco Ramos disse...

Isso é ridículo. Jesus disse para a prostituta ir e não pecar mais!!! Agora você vai dizer também que ele estava dizendo sobre outro pecado??!! Era sobre a prostituição!!! Não adianta, Jesus não faz acepção de pessoas mas faz de todo pecado.. Ele aceita e ama mas o pecado deve ser abandonado... Deus reprova um homem se deitar com outro homem... eu não preciso nem citar a Bíblia aqui porque eu sei que vc sabe.... As "igrejas" inclusivas só nasceram por causa de um homem que não teve a coragem de lutar contra o pecado, foi derrota por ele e se rendeu... E por causa desta mentira que Satanás criou, existem pessoas com o seu pensamento.

Rudson Franco Ramos disse...

E falo mais, logo surgirá o primeiro pastor drogado, o primeiro bêbado e etc. A pessoa não consegue se libertar e abre uma "Igreja" para incluir aquela categoria de pecado... Mas uma coisa nunca vai mudar, a Verdade absoluta presente na Bíblia....

Marisa Vasconcelos disse...

Bom dia, gostaria que me explicassem a seguinte passagem bíblica: "Não sabeis que os injustos não hão de herdar o reino de Deus? Não erreis:nem os devassos, nem os idólatras, nem os adúlteros, nem os EFEMINADOS, nem os sodomitas, nem os ladrões, nem os avarentos, nem os bêbados, nem os maldizentes, nem roubadores herdarão o reino de Deus." 1 corintios 6:9 e 10
Procurei no dicionário a definição para EFEMINADOS e achei a seguinte:tornar-se semelhante a uma mulher. Fazer perder ou perder as características masculinas, assumindo outras mais associadas ao sexo feminino.

Luiz Gustavo disse...

Sim, posso responder, querida irmã. Mas acho melhor vc ser mais bíblica, e se quiser saber alguma coisa pergunte ao seu marido, em casa. Por que, biblivamente, é vergonhoso para uma mulher se dirigir a um homem, e ainda mais abrir a boca em público. Vamos ser bíblicos?
"As vossas mulheres estejam caladas nas igrejas; porque não lhes é permitido falar; mas estejam sujeitas, como também ordena a lei. E, se querem aprender alguma coisa, interroguem em casa a seus próprios maridos; porque é vergonhoso que as mulheres falem na igreja." 1 Coríntios 14:34-35

"A mulher aprenda em silêncio, com toda a sujeição. Não permito, porém, que a mulher ensine, nem use de autoridade sobre o homem, mas que esteja em silêncio. Porque primeiro foi formado Adão, depois Eva. E Adão não foi enganado, mas a mulher, sendo enganada, caiu em transgressão. Salvar-se-á, porém, dando à luz filhos, se permanecer com modéstia na fé, no amor e na santificação." 1 Timóteo 2:11-15

Rudson Franco Ramos disse...

O mais incrível é que o senhor Luiz não consegue responder uma simples pergunta... Se fosse a favor de sua crença aposto que daria 1001 respostas... ai ele vai dizer que ela pegou um versículo qualquer então mandarei outro:
"Quando também um homem se deitar com outro homem, como com mulher, ambos fizeram abominação; certamente morrerão; o seu sangue será sobre eles. Levítico 20:13"

Luiz Gustavo disse...

Rudson, comer camarão, caranguejo e siri é maior ou menor abominação que "se deitar com outro homem", conforme Levítico 11:11-12?

"Ser-vos-ão, pois, por abominação; da sua carne não comereis, e abominareis o seu cadáver.

Todo o que não tem barbatanas ou escamas, nas águas, será para vós abominação.
Levítico 11:11-12

Pois, além de me deitar com outro homem também como todos estes alimentos.

Pedro disse...

Luiz Gustavo, entendi o que quis dizer citando os versículos a respeito das práticas relativas às mulheres e sobre o texto de Levitico. Acredito que sua intenção foi usa-los para jogar dúvida a respeito da validade de alguns textos e talvez até demonstrar a não-aplicabilidade nos dias atuais. Mas ai fico com a seguinte dúvida: o que na bíblia me é útil hoje em dia? Se realmente existem partes que devo seguir (não ser efeminado ou sodomita por exemplo) por que existem outros que me é licito ignorar (comer caranguejo)? O que torna um versículo "religiosamente-aceitável"?
Já pensei sobre isso e não consigo chegar a uma solução. É como se fosse um castelo que deveria ser robusto mas foi construído usando cartas de baralho.

Luiz Gustavo disse...

Pedro, tudo na Paz?
Para nós cristãos NENHUM mandamento do Antigo Testamento é uma obrigação. Jesus nos ensinou nos Evangelhos que só existe um mandamento, que é o AMOR AO PRÓXIMO, e um vinculado a este, que é amar a Deus sobre todas as coisas.
Nossa Lei é a Lei do amor ao próximo. Seguimos o mandamento de Jesus, ou tentamos seguir, de amar a todos, como Ele os amou, até o fim, ate a morte. Este mandamento é muito mais difícil de seguir do que deixar de consumir certos manjares ou abster-se de certos tipos de relações. Amar o próximo é muito mais complicado e difícil, mas este é nosso alvo.
Não guardamos mais sábados e luas novas, não somos mais proibidos de comer caranguejos, lagostas e afins... as relações homoafetivas não são mais "abominação" para nós... A Lei Mosaica encerrou-se, o muro caiu, a maldição foi encerrada na cruz do Calvário.

Pedro disse...

Agradeço sua resposta Luiz!
Mas se as relações homoafetivas (assim como comer frutos do mar) são abominação para Deus e eu preciso amar esse Deus, como ordenou Cristo, então não acaba dando na mesma?

Luiz Gustavo disse...

Nem comer frutos do mar é abominação, nem as relações homoafetivas o são... Tais leis não são válidas pra nós, somos cristãos.